Skip to content

A Verdade sobre o Envelhecimento!

O envelhecimento é uma etapa da vida, que se não for bem estruturada, psicologicamente e fisicamente, pode trazer consequências desagradáveis a essa parte da população, o  idoso, ou como popularmente chamado, os senhores e senhoras da terceira idade.

Ao falarmos do envelhecimento, tanto do homem, como para mulher, pensamos logo que com a idade, não faremos mais sexo, ficaremos angustiados e deprimidos, a saúde vai embora e chega a hipertensão e a diabetes. E é lógico, chegam as dores musculares, como o reumatismo.

Porém, tudo isso pode ser muito diferente se houver uma preparação do próprio idoso para este envelhecimento.

Da família com ações preventivas, buscando inserir este idoso ao longo da velhice, em programas de saúde, atividades físicas e uma alimentação saudável e balanceada e principalmente com acolhimento e zelo.

Portanto, o envelhecimento populacional é uma verdade da qual não podemos fugir e nem ignorar.

Ao longo deste artigo, iremos explorar este tema em tópicos para uma melhor compreensão, com o objetivo de chegar aos cabelos brancos e grisalhos com dignidade e bem-estar.

Este assunto não pode ser ignorado, nem pela sociedade civil e nem pelo estado brasileiro, pois com o  envelhecimento da população brasileira, chegaremos em 2030, como a sexta maior população do planeta. 

Saiba Mais

Como entender o Envelhecimento?

envelhecimento precoce
A Verdade sobre o Envelhecimento!

Para entender e se ter um envelhecimento saudável, é preciso que haja um planejamento psicossocial e financeiro, ao longo da vida, se preparando para a chegada da terceira idade, com muita dignidade e respeito para consigo.

Com o envelhecimento populacional no Brasil chegando muito rápido e sem aviso prévio e esses idosos vivendo cada vez mais, faz-se necessário criar políticas de acolhimento, tanto na sociedade civil, como no Estado.

É imperioso permitir que os idosos possam viver com qualidade de vida, bem-estar e principalmente de forma ativa e produtiva.

Eles não podem ser considerados como um “fardo” familiar, alguém que é visto somente como um portador de doenças crônicas e sim uma pessoa capaz de interagir, criar, produzir, construir novos relacionamentos, aproveitando as oportunidades que  vida moderna oferece. 

Quando o Envelhecimento aparece?

Segundo uma pesquisa realizada no ano de 2010, por uma escola na Grã-Bretanha, a universidade Kent, a nossa juventude acaba aos 35 anos e a terceira idade, a idade do idoso e do envelhecimento,  começa aos 58 anos. Esses 23 anos que separam uma fase da outra, chama-se de meia-idade.

No Brasil, é considerado idoso, a partir dos 60 anos. Esse é o envelhecimento cronológico, medido friamente apenas por números.

Baseado somente na cronologia da idade, é difícil avaliar se uma pessoa é velha, muito velha, ou simplesmente é velha somente de “espírito”.

Portanto, ser velho não é uma questão de idade e sim de espírito. Ser idoso, é quando os sinais dos anos começam a aparecer em nosso corpo, como as rugas, os cabelos brancos, a curvatura do corpo, as doenças crônicas do corpo e da alma.

Assim, o envelhecimento com qualidade de vida, aparece como uma experiência a ser vivida com dignidade e respeito da família e das pessoas do seu entorno e não como um peso dentro da sociedade.

Qual é a diferença entre velhice e envelhecimento?

No Brasil, a pessoa é considerada idoso, a partir dos 60 anos. Esta é a idade cronológica para se definir quando chegamos a terceira idade. Porém existe uma diferença entre a velhice e o envelhecimento.

Ao observarmos o envelhecimento ativo e sua relação com a independência funcional, notamos que esses idosos possuem vida ativa, interage com a sociedade indo a festas, passeios, viagens e atividades culturais. Eles são produtivos e felizes. A idade nesses casos, só demonstra experiência e qualidade de vida.

Já a velhice, pode ser encontrada em pessoas com menos de 60 anos. São doentes da cabeça e do corpo.

Gostam de viver isoladamente e não conseguem interagir com as pessoas do seu entorno. Adoecem facilmente e não tem prazer em viver. São um fardo para elas mesmas.

Quais são os sinais de envelhecimento?

O envelhecimento precisa ser visto e entendido como um processo natural da jornada da vida e que traz com ele várias alterações sofridas pelo corpo e pela mente, que são normais para esta etapa.

Os sinais físicos e aparentes da idade, são:

  • Alteração da maciez da pele;
  • Manchas escuras no rosto e em algumas partes do corpo;
  • Rugas e marcas de expressão na face;
  • Perda da plasticidade do rosto;
  • Alteração do volume facial com a perda de gordura;
  • Curvatura do corpo;
  • Branqueamento dos cabelos;
  • Aparecimento de doenças crônicas;
  • Aparecimento de doenças como diabetes, hipertensão e depressão; 

A equação do envelhecimento e atividade física devem andar juntas e coladas, pois a prática de exercícios estimula o bem estar e evita doenças que comprometem a vida do idoso. 

O que causa o envelhecimento precoce da pele?

Além do envelhecimento natural que ocorre por conta da idade, pode acontecer também um envelhecimento precoce da pele.

Este envelhecimento antes da hora, pode ser proveniente de maus hábitos de vida, como exposição em demasia ao sol sem filtro de proteção solar, poluição, uso do fumo ou do tabaco, alimentação deficiente, falta de exercício e estresse.

Esse conjunto de péssimos hábitos pode acelerar o aparecimento de rugas, manchas e flacidez na pele, provocando uma velhice antecipada na aparência.

Portanto, para evitar o envelhecimento acelerado, principalmente no rosto, onde a pele é mais sensível, é necessário ter bons hábitos de saúde, alimentação adequada e balanceada e um estilo de vida com prática de exercícios e sem estresse.

Quando as rugas começam a aparecer?

As rugas são os primeiros sintomas do envelhecimento da pele, que geralmente, começam a aparecer aos 30 anos de idade.

A partir desta idade, as fibras elásticas e colágenas começam a diminuir, deixando a pele mais fina e propensa a flacidez.

As primeiras rugas a surgir no rosto, são as que formam a expressão. São formadas ao redor dos lábios e acima dos olhos, na testa,  quando é feito algum tipo de movimento. Já a partir dos quarenta anos, elas aparecem mesmo sem qualquer tipo de movimento.

Elas aparecem mesmo com o rosto imóvel. Daí em diante, a coisa só piora. Com o aumento da idade,  elas surgem no  pescoço e no colo do seio.

Além do fator idade e do envelhecimento natural, elas podem surgir por estilo de vida. As pessoas tensas e estressadas podem forçar movimentos ou expressões faciais repetidamente, sobrecarregando os músculos da face. 

O que é o envelhecimento precoce?

Se você acredita que envelhecer é ter cabelos brancos e a pele cheia de rugas, entenda agora que não é bem assim.

O envelhecimento é um processo bem mais profundo e assintomático. Embora esses eventos, os cabelos brancos e as rugas, sejam os primeiros sinais de que a melhor idade está chegando, a verdade é que o nosso corpo físico começa a envelhecer bem mais cedo.

Podemos classificar o nosso envelhecimento de uma forma bem simplificada: o envelhecimento cronológico e o envelhecimento cerebral.

O cronológico tem a ver com a passagem dos anos e com a idade, enquanto o cerebral, tanto pode ser pela passagem dos anos realmente, mas pode ser também através das doenças como depressão e angústia, que podem aparecer em qualquer idade.

Portanto, o aparecimento do envelhecimento precoce vai depender do estilo de vida que você escolher para viver.

Você pode querer ser um ser humano ativo, praticante de atividade física, ter uma alimentação saudável e balanceada, sem vícios do fumo ou álcool.

O contrário desse estilo de vida, fará de você um idoso aos 30 anos, com doenças crônicas e doenças psíquicas, uma pessoa cansada física e mentalmente, sem alegria de viver e conviver.

Nesta idade você ainda pode ter a pela lisinha e cabelos escuros, mas seu corpo começará a dar sinais de que quererá se aposentar. 

envelhecimento álcool

O que pode evitar o envelhecimento?

Para se evitar o envelhecimento antes da hora, ou envelhecer feliz, é necessário ter um estilo de vida saudável e principalmente feliz e ter cuidados com a saúde física e mental, objetivando evitar o envelhecimento precoce.

Não existe uma fórmula exata para se ter uma boa velhice na terceira idade. O envelhecimento prazeroso e correto, é resultado ao longo dos anos, de um estilo de vida.

Neste estilo de vida, deve ser contemplado uma alimentação saudável e balanceada, acompanhamento médico com a realização de exames periodicamente, atividade física própria para a idade, convívio em sociedade participando de projetos culturais e viagens de lazer.

Portanto, além de se ter uma vida completamente saudável, a dobradinha, envelhecimento com atividade física e saúde é fundamental para se envelhecer bem e chegar à idade do idoso produtivo e feliz. 

Como envelhecer saudável?

Quando chegar a terceira idade e desejar ter envelhecimento e longevidade, você precisa ter um estilo de vida baseado em uma alimentação balanceada, praticar atividade física, participar de grupo de idosos fazendo viagens e atividades culturais, atividades lúdicas, ser amado e ser acolhido pela família, ser produtivo e ativo. 

O envelhecimento e qualidade de vida, devem andar de lado a lado, um complementado o outro. Quem envelhece sem qualidade de vida, normalmente é um idoso deprimido e cheio de doenças da cabeça e do físico.

Espero que este artigo tenha lhe ajudado a entender que um bom envelhecimento depende principalmente do estilo de vida que você optar por viver. Um estilo com atividade física e alimentação balanceada.

Não perca Tempo! Entre agora e aproveite o conteúdo de nosso blog:  Melhor Idade e veja outros artigos.