Skip to content

3 Cuidados com a Alimentação do Idoso que você não sabe!

A alimentação do idoso pode ser fundamental para garantir a sua longevidade e lucidez. Monitorar a alimentação do idoso é crucial para repor todas as vitaminas que o corpo perde com o avanço da idade. Cada fase da vida precisa de um tipo de nutrição, para equilibrar as vitaminas e manter o completo funcionamento corporal.

Com o avanço da medicina e a descoberta de novos remédios, a expectativa de vida sofreu uma ampla extensão nos últimos anos. Antes, a partir dos 60 anos uma pessoa era considerada idosa, hoje o parâmetro mudou para 65.

Por isso, os cuidados começam mais tarde, mas ainda assim são eficientes para o ritmo do organismo e a vida mais longa. A alimentação precisa ser inserida com alguns cuidados, assim beneficia corpo, mente e mantem o bem-estar.

Veja como deve ser nutrição na terceira idade:

A Alimentação do Idoso é importante?

alimentacao do idoso
imagem coproduçao/ Google internet

A alimentação influencia em todo o funcionamento de um organismo, por isso, é tão importante. Uma prova disto, são os países que contam com uma cultura alimentar mais saudável e seus habitantes vivem por mais tempo.

Cada fruta, verdura e carne, possuí uma porcentagem de nutrientes. A soma da ingestão desses itens, garante a saúde de uma pessoa. No entanto, não basta comer, é crucial balancear o conteúdo.

Para as pessoas com mais de 65 anos, essa preocupação deve ser ainda maior. Conforme o corpo vai envelhecendo, ele precisa de mais fontes de vitaminas, minerais importantes para idosos e etc.

O melhor modo de alimentação do idoso é com o acompanhamento feito por um nutricionista, nutrólogo ou geriatra, mas os que não podem arcar com esses custos podem trocar alguns tipos de ingredientes e se manter mais saudável.

Como deve ser a Alimentação do Idoso?

A ciência já comprovou que alguns alimentos são remédios poderosos, eles, inclusive, fazem parte da composição de medicamentos. Se comidos de maneira correta, podem aumentar o tempo de vida, eliminar doenças e prevenir alguns males.

Mas, muitas pessoas se perguntam: Quais os alimentos que deve consumir? Assim como em qualquer idade, a pirâmide nutricional deve ser usada. Nela, podemos observar os tipos de comidas, suas medidas e os alimentos funcionais para idosos.

Alta ingestão (mais de 2 litros diários) – Água;

  • Média ingestão (2 porções diárias) – Grãos, cereais, pães, farinhas e demais carboidratos;
  • Média ingestão 2 (2/3 porções diárias) – Vegetais, frutas e verduras;
  • Baixa ingestão (2/3 porções diárias) – Carnes, ovos, leite, queijo, iogurte e oleaginosas;
  • Baixíssima ingestão (o mínimo possível) – Açucares, doces, óleos e gorduras.

A alimentação do idoso é essencial para seus ossos, músculos e ajuda até na disposição para os afazeres cotidianos. Hábitos saudáveis influenciam até o funcionamento cerebral.

Quantas vezes o idoso deve comer ao dia?

Antigamente, só eram consideradas essenciais as 3 refeições diárias, mas agora sabemos a importância de nos alimentarmos entre o café, almoço e jantar.

A comida entre os intervalos evita a fome excessiva e mantem o corpo ativo. Portanto, a alimentação do idoso deve ser feita em 6 vezes diárias, sempre dentro da pirâmide nutricional.

Entre as refeições, devem ser ingeridos sucos naturais, frutas, castanhas ou derivados do leite, para conseguir todos os nutrientes necessários para idosos.

Um idoso precisa de dieta nutricional? Em qual situação?

Todas as pessoas devem seguir uma dieta nutricional, mas cada condição física necessita de uma indicação. Por isso, é aconselhado o acompanhamento com um especialista.

A alimentação do idoso com diabete, por exemplo, é muito mais restrita e não pode possuir alimentos com açúcar. Assim, também funciona para os indivíduos com a pressão arterial elevada, a chamada hipertensão, que devem eliminar o sal.

Portanto, consultas médicas podem ajudar a escolher os melhores alimentos. Infelizmente, nem todas as pessoas possuem condições para um plano alimentar para idoso, mas essas podem optar pela troca de alimentos, como os embutidos por naturais.

cuidados de enfermagem na alimentacao do idoso
imagem coproduçao/ Google internet

O que dar de comer para um idoso a tarde?

A refeição da tarde garante que o restante do dia seja enérgico para o indivíduo. Depois de um almoço balanceado, com 1 porção de feijão, 1 de carboidrato, verduras, legumes e uma proteína, existe o café da tarde.

Ele deve ser feito no intervalo entre o almoço e a janta. Um derivado de leite, proteína, fruta ou castanha, pode suprir as necessidades e vitaminar a alimentação do idoso.

Também existe o suplemento alimentar para idosos, vendido em uma solução em pó. Ele é misturado no leite ou água, e conta com muitas das vitaminas de consumo diário. Sua indicação é feita para todas as pessoas da terceira idade.

O que um idoso deve comer à noite?

Para garantir uma noite de sono completa, é indispensável ingerir alimentos leves. A janta deve conter baixas doses de carboidrato. Depois, a ceia pode ser um copo de leite, iogurte ou uma fruta. Um chá também pode auxiliar e relaxar o corpo, desde que indicado para fim calmante, como o de camomila.

Todos esses esclarecimentos mostram que a alimento do idoso reflete em seu metabolismo, animo, força e energia.

A alimentação para terceira idade merece atenção, já que até os anos de vida são influenciados pela nutrição.